Pergunte aqui

Histórico de revisões [voltar]

clique para ocultar/mostrar a revisão 1
Versão inicial
  1. Item da lista

Como no comentário do Beto, verifiquei que, até mesmo no Linux, parece-me que o processo não se extingue após fechar o aplicativo. No Windows, costumava verificar que um arquivo temporário era gerado e não deixava de existir após sair do LO, era como se o mesmo sempre estivesse em uso, impedindo até mesmo salvar uma nova alteração de conteúdo do trabalho. A solução não me parecia óbvia, tendo em vista não saber se a mesma advinha do sistema operacional em uso ou do próprio LibreOffice. O jeito tornou-se esperar pela próxima versão e esperar que o 'bug' viesse corrigido. Não lembro mais a senha, mas esses problemas podem e devem ser relatados no site do desenvolvedor, com fito alertá-los e orientá-los à correção mais célere e efetiva.

  1. O que tenho feito ultimamente: nunca desligo o computador logo assim que fecho qualquer aplicativo do LibreOffice;
  2. Nunca fecho o LibreOffice logo após ter clicado no botão para salvar um trabalho em execução, sempre espero alguns segundos, pois em aplicativos como o Impress, o Base e o Draw, dá-me a impressão que algo continua executando em segundo plano e, fechá-lo, isso impede que o mesmo termine;
  3. Com essas atitudes, reduzi em muito os problemas de salvamento, travamento e não abertura de meus arquivos, podendo conviver de uma forma mais tranquila e proveitosa com a suíte LibreOffice.
  4. Por último: temos que nos lembrar que o LibreOffice, OpenOffice e BrOffice não são aplicativos nativos de nenhum sistema operacional; coisa que acontece com o MS Office, o qual se 'aproveita/incorpora' tanto das/as bibliotecas como das/as janelas do próprio W OS, havendo total integração entre sistema e a suíte de escritório, porém lembre-se que todo o 'hardware', geralmente, é desenvolvido para sistemas W OS, enquanto o software livre naturalmente enfrenta dez vezes mais dificuldades para se adequar aos fabricantes.
  5. Já fui obrigado a usar os precursores do LO, OO e BrO, mas atualmente estou tão acostumado que já acho estranha a interface, os atalhos e os comandos no sistema pago. O uso trás a empatia e a proficiência.